O Millencolin, um dos nomes mais respeitados do hardocre/punk rock mundial, está prestes a desembarcar em São Paulo para mais uma passagem da turnê mundial do elogiado álbum “True Brew” na América do Sul.

Celebrando 25 anos de carreira, a banda sueca segue na estrada evidenciando por que é um dos mais influentes representantes do hardcore em todo o Mundo, com a bem-sucedida “Part of the True Brew World tour 2017”, executando setlist repleto de clássicos e conquistando novos fãs com suas belas performances.

Um das principais apresentações de Nikola Sarcevic (vocal/baixo), Mathias Färm (guitarra), Erik Ohlsson (guitarra) e Fredrik Larzon (bateria) no Brasil, acontece, no próximo dia 6 de outubro, na Tropical Butantã, em São Paulo.

Apesar da grande procura, ainda há ingressos à venda na bilheteria da Triopical Butantã, no site da Ticket Brasil (https://ticketbrasil.com.br/show/5096-millencolin-saopaulo-sp) e pontos autorizados pela empresa na capital paulista, Barueri, Osasco, Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Sorocaba, Campinas e Jundiaí (https://ticketbrasil.com.br/show/5096-millencolin-saopaulo-sp/pontos-de-venda).

Na América do Sul, as datas são as seguintes:

“True Brew” é o oitavo álbum de estúdio do Millencolin e um dos melhores de toda a sua carreira do grupo. Produzido e gravado pela própria banda, este trabalho foi lançado no dia 22 de abril de 2015 via Epitaph, gravadora fundamental para a explosão de boa parte dos grandes nomes do punk/hardcore no cenário internacional como NOFX e Bad Religion.

O disco que marca o retorno ao punk rock rápido dos anos 90, direto e reto, com riffs de guitarras mais rápidos, além de vocais rasgados, que vociferam contra o surgimento de partidos populistas de direita em muitos países da Europa.

Formado em 1992, na pacata Örebro, o nome Millencolin deriva de uma manobra de skate chamada “melancholy” (também conhecida por “sad air”). A sonoridade mais melódica e rápida, além do fato de não ser uma banda totalmente punk, e por não terem alguma ligação com o movimento, faz com que tenham fãs skatistas, surfistas, adolescentes e adultos de diversas tribos.

O grupo ganhou popularidade em 2000, graças ao álbum “Pennybridge Pioneers”, que proporcionou a realização de uma grande turnê mundial, além da inclusão de algumas músicas na trilha sonora de games como Tony Hawk’s Pro Skater 2 e Dave Mirra Freestyle BMX. Em 2008, “Done is Done” entrou na trilha sonora do game NHL ’09 e “Duckpond” foi incluída na abertura do PES 2008.

A primeira vinda do Millencolin ao Brasil aconteceu em 1998, depois voltaram em 2006 para uma turnê nacional, que ficou marcada pelo recorde de público no país, ao lotar o Credicard Hall (hoje, Citibank Hall), em São Paulo. Também já estiveram em solo brasileiro em 2008, em 2010, em comemoração aos dez anos de lançamento do álbum “Pennybridge Pioneers”, e a última passagem foi em novembro de 2015, para show sold out em São Paulo.

(Visited 5 times, 1 visits today)