festivales

Marcelo Crivella “Estamos preparados para receber esse grande público do Rock in Rio”

A Prefeitura do Rio de Janeiro e o Rock in Rio divulgaram nesta sexta-feira, dia 1º, o esquema especial montado pelos órgãos municipais para o festival, que este ano será realizado no Parque Olímpico, em Jacarepaguá, Zona Oeste da cidade. A principal recomendação é para que o público utilize o sistema BRT para chegar e sair da Cidade do Rock. O prefeito Marcelo Crivella elogiou a operação de transporte, trânsito, vigilância sanitária e ordenamento urbano prevista para os sete dias de evento.

– Estamos bem preparados para receber esse grande público aguardado para o festival. O Rio está de braços abertos também para aqueles que estão vindo de outras cidades e estados – disse o prefeito.

São esperadas cerca de 120 mil pessoas por dia de evento, entre público e trabalhadores, sessenta e cinco por cento do público de outras cidades.

Crivella anunciou que cerca de 800 jovens foram aprovados para trabalhar na Cidade do Rock, após intermediação da Prefeitura. Além disso, entre os voluntários selecionados estarão oito pessoas que viviam em situação de rua.

A vice-presidente do Rock in Rio, Roberta Medina, comemorou a parceria com a Prefeitura em mais uma edição do evento. Ela sugeriu ao público chegar cedo para conseguirem aproveitar a enorme quantidade de atrações que a nova Cidade do Rock oferece. E destacou ainda, que além do acesso através da integração Metro-BRT, o Rock in Rio conta com o serviço exclusivo ônibus Primeira Classe, que este ano sairá de 17 pontos, inclusive fora do município: Petrópolis e Niterói.

Confira a seguir os principais pontos do esquema especial:

TRÂNSITO – A operação especial de tráfego que será implantada nos bairros da Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes, Vargens e Jacarepaguá contará com a participação de 550 homens/dia. Serão ainda utilizados 35 painéis de mensagens variáveis móveis e fixos que informarão sobre os horários dos diversos fechamentos, as rotas alternativas e as restrições de estacionamento. O Centro de Operações Rio (COR) fará o monitoramento de toda a área do evento com 54 câmeras, permitindo que técnicos da CET-Rio façam ajustes na programação dos sinais de trânsito, caso haja necessidade. Não serão criadas áreas de estacionamento no entorno do evento. A Secretaria de Ordem Pública (Seop) atuará com reboques na região para reprimir o estacionamento irregular e garantir a fluidez do tráfego. Além disso, 14 reboques (leves e pesados) da CET-Rio estarão a postos para desobstruir as vias, em caso de veículos enguiçados. Os moradores do entorno da Cidade do Rock serão credenciados pela Superintendência da Barra e de Jacarepaguá e deverão acessar suas casas por pontos específicos que serão informados durante o processo de credenciamento.

TRANSPORTES – A operação de transportes contará com um amplo reforço de frota do sistema BRT para atender à grande demanda de espectadores na região. Serão criadas linhas especiais para chegada e saída do Parque Olímpico, uma partindo do TerminalBRT Jardim Oceânico, sem paradas intermediárias, e outra saindo do Terminal Alvorada, com uma parada na Estação Via Parque, até o Terminal Olímpico. Haverá ainda uma linha especial na saída com destino a Madureira.

As demais linhas e serviços do BRT que atendem a região deverão operar nos horários habituais para garantir o atendimento aos passageiros regulares desse meio de transportes. Elas também poderão ser utilizadas para chegar à Cidade do Rock. São as linhas: Terminal Olímpico X Jardim Oceânico (Parador), Vila Militar X Terminal Recreio
(Parador) e Terminal Sulacap X Jardim Oceânico (Expresso). Os corredores Transoeste, Transcarioca e Transolímpica funcionarão 24 horas.

Outra novidade para esta edição do Rock in Rio será a operação 24 horas do metrô para a saída do público, somente para embarque na estação Jardim Oceânico, com desembarque em todas as outras estações.

O sistema BRT e o metrô serão os principais meios de acesso à região e devem ser priorizados. Em razão do grande fluxo de público, duas estações do BRT serão fechadas. A Estação Parque Olímpico não vai operar, nos dias de evento, das 11h às 5h do dia seguinte. Os passageiros deverão se dirigir ao Terminal Olímpico, que funcionará 24 horas. A Estação Rio 2 ficará fechada entre os dias 16/9 e 18/9, e entre 22/9 e 25/9, de 0h às 5h. O público do evento deverá se dirigir somente ao Terminal Olímpico, e os usuários regulares do sistema deverão se dirigir à estação Pedro Correia.

O público poderá contar ainda com o serviço Rock in Rio Primeira Classe, que vai sair de 17 pontos, incluindo Petrópolis e Niterói. Devido aos bloqueios viários na região, as linhas de ônibus do sistema convencional sofrerão mudanças de itinerário. Para a saída do evento, será autorizada a operação de um ponto de táxi na Avenida Salvador
Allende, pista lateral sentido Curicica, onde os usuários poderão usar os veículos regulamentados pela Prefeitura.

A Prefeitura recomenda às pessoas que comprem cartões do Bilhete Único Carioca com a respectiva carga de créditos correspondente ao percurso integral. Para embarque no sistema BRT, somente são aceitos os cartões Riocard, VT e Bilhete Único (O cartão exclusivo do Metrô Rio não é aceito nos ônibus e BRT). Para evitar grandes filas na saída, o público fará o pagamento da passagem de volta do BRT assim que chegar à Cidade do Rock. Ao validar o bilhete, a pessoa ganhará uma pulseira para a volta.

ORDENAMENTO – O patrulhamento da Guarda Municipal contará com efetivo diário de 510 guardas, sendo 230 no ordenamento urbano e 280 no controle do trânsito no entorno do Parque Olímpico. O planejamento operacional funcionará a partir de 7h do dia 15 de setembro. O esquema contará com apoio de 56 veículos, 80 rádios de
comunicação, oito cães, além do carro-comando do Centro de Controle Operacional da GM-Rio.

Para promover o ordenamento urbano e mais segurança ao público, os guardas municipais atuarão nas estações e terminais de transportes e nas principais vias de acesso ao Parque Olímpico. Eles terão o auxílio de duas equipes de motopatrulhamento (seis motos com oito guardas municipais, sendo dois na garupa).

VIGILÂNCIA SANITÁRIA – A Vigilância Sanitária Municipal é responsável pela fiscalização da estrutura física, das condições de trabalho nas obras e, nos dias de evento, da comercialização de alimentos e das ambulâncias e postos médicos. Para o Rock in Rio 2017, já foram realizadas quatro inspeções para verificar a estrutura, a
refeição servida aos trabalhadores da montagem e as condições de trabalho.

PRINCIPAIS MUDANÇAS – Confira as principais alterações no esquema de trânsito/transporte em relação à edição passada:

O local do evento saiu do Parque dos Atletas, na Avenida Salvador Allende, e foi para o Parque Olímpico, na Avenida Embaixador Abelardo Bueno. Com isso, a Salvador Allende só será bloqueada durante a noite.

Na edição anterior, o bloqueio das vias do entorno começava no primeiro dia do evento e só reabria às 5h de segunda-feira, após o segundo fim de semana de shows. Este ano, o fechamento será das 11h às 5h, ficando toda a região aberta ao tráfego geral no período da manhã.

Pela primeira vez, será usada a integração entre a Linha 4 do metrô e o BRT na Estação Jardim Oceânico.

Click to comment

Leave a Reply

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Most Popular

Plataforma de información sobre festivales y conciertos del mundo. Somos un espacio encargado de promover la cultura musical en diferentes países.

Yo Conciertos worldwide - Copyright © 2017 - www.yoconciertos.com

To Top
Facebook